NOVA RUSSAS:. FUNCIONÁRIO DA EMBRAPA DENUNCIA O PRÓPRIO TIO POR CRIME AMBIENTAL.

Cerâmica do acusado.

Policiais militares sub o comando do tenente Veras, Subtenente Bonfim Ibiapina, cabo Lima e SD Torres, atenderam na tarde desta segunda feira 22/05/2017, uma ocorrência de crime ambiental, onde a denuncia do crime ambiental foi feita pelo próprio sobrinho do acusado, que procurou a polícia e denunciou que o seu tio que é proprietário de uma cerâmica,  estaria praticando crime ambiental ( queima de madeira ilegal e sem a devida documentação).

O acusado trata-se do empresário: Francisco de Sales Gonçalves Rosa, conhecido por Sales Rosa, ( empresário no ramo de cerâmica), nascido aos 16/08/1958, natural de Nova Russas, solteiro, residente no Distrito de Canindezinho - Nova Russas.
O local da ocorrência foi na Cerâmica São Luíz, localizada na CE 187, Bairro Timbaúba na saída para a cidade de Crateús.

O denunciante, trata-se do próprio sobrinho do acusado, no caso o senhor:  Aldo de Paiva Rosa, nascido aos 15/02/1979, servidor público
 ( trabalha na Embrapa), natural de Nova Russas, casado, residente na Rua Leonardo Araújo, Bairro Vermelho em Nova Russas.

Segundo informações da polícia o sobrinho denunciou que o seu tio estaria queimando madeira  madeira sem a devida autorização legal, sendo que quando os PMs chegaram no local o acusado não apresentou nem uma documentação do material ( madeira, sendo o mesmo conduzido para a delegacia de polícia civil em Ipueiras para a realização dos procedimentos por crime ambiental.

Compartilhe

Veja também

Próximo
« Prev Post
Previous
Next Post »